terça-feira, 1 de setembro de 2009

Estrelas...


“- Quando olhares o céu de noite, porque habitarei uma delas, porque numa delas estarei rindo, então será como se todas as estrelas te rissem! E tu terás estrelas que sabem rir!
E ele riu mais uma vez.
- E quando te houveres consolado (a gente sempre se consola), tu te sentirás contente por me teres conhecido. Tu serás sempre meu amigo. Terás vontade de rir comigo. E abrirás às vezes a janela à toa, por gosto... E teus amigos ficarão espantados de ouvir-te rir olhando o céu. Tu explicarás então: "Sim, as estrelas, elas sempre me fazem rir!” E eles te julgarão maluco. Será uma peça que te prego...
E riu de novo.
- Será como se eu te houvesse dado, em vez de estrelas, montões de guizos que riem...”

2 comentários:

disse...

Doce Lela,
Como é bom encontrar estrelas nas suas en(s)trelinhas...
Como é bom reler Pequeno Princípe.
A cada novo encontro, uma nova leitura. Adoro passear por aqui...
Beijo grande.

p.s: há um meme te esperando
no Ensaios ;)

Jaya disse...

Isso é muito a cara de alguém. Comigo. Ah, obrigada por me fazer reler, moça. Mesmo.

Um beijo doce.